quarta-feira, dezembro 31, 2008

O blog, que já havia encerrado suas postagens para retornar na próxima sexta, conforme anunciado aí embaixo, volta agora para divulgar, como diriam os coleguinhas de rádio, um notícia extra.
O ministro Cezar Peluso acabou de decidir não conhecer a ação cautelar impetrada pela prefeita de Santarém, Maria do Carmo Martins Lima (PT), que pedia para ser diplomada e empossada amanhã, para um novo mandato de quatro anos, muito embora seu registro tenha sido indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Clique na imagem acima e observe na sete o termo "não conhecido".
Com a decisão, ela não assumirá o cargo.
Assumirá como prefeito interino o presidente da Câmara de Santarém, a ser eleito por seus próprios pares, amanhã à tarde.
O nome mais provável é o do vereador José Maria Tapajós.
E agora? E agora que ainda não acabou
O ministro Cezar Peluso, ao “não conhecer” a cautelar impetrada pelos advogados da prefeita Maria do Carmo, quis dizer que a medida não era adequada para que ele pudesse formar um juízo, ainda que provisório, e assim decidisse sobre a conveniência de conceder ou negar a liminar pleiteada pela prefeita.
O magistrado baseou-se basicamente em suas súmulas do próprio Supremo, ambas bastantes conhecidas.
São as Súmulas 634 e 635.
A 634 diz o seguinte:

Não compete ao Supremo Tribunal Federal conceder medida cautelar para dar efeito suspensivo a recurso extraordinário que ainda não foi objeto de juízo de admissibilidade na origem.

A 635 é a seguinte:

Cabe ao presidente do Tribunal de origem decidir o pedido de medida cautelar em recurso extraordinário ainda pendente do seu juízo de admissibilidade.

Tradução de Súmula nº 634: o Supremo não pode conceder medida cautelar para recurso extraordinário que ainda não chegou ao STF. É o caso do RE de Maria do Carmo, que já chegou ao TSE, mas ainda não passou pelo juízo de admissibilidade para subir ao Supremo.
Tradução de Súmula nº 635: caberia ao presidente do próprio TSE decidir sobre o pedido de medida cautelar, porque é com ele que está o recurso extraordinário de Maria do Carmo, ainda pendente de juízo de admissibilidade.
Em postagem no dia 22 de dezembro passado, o blog adiantara justamente isso: que a cautelar só poderia ser ajuizada quando o recurso extraordinário já estivesse no STF. Observe nos itens 6 de 7 da postagem mencionada.
E agora?
E agora que ainda não acabou.
Os advogados da prefeita vão esperar exatamente o que enuncia a Súmula 634.
Vão esperar que o TSE remete ao Supremo o recurso extraordinário.
Assim que remeter, eles ingressarão com novo pedido de medida cautelar, nos mesmos termos da que agora não foi conhecida.
Da próxima vez, o Supremo certamente já poderá conhecer da ação.
Resta saber se, conhecendo, concederá ou não a liminar para empossar a prefeita, até que a demanda judicial na qual ela figura como parte transite em julgado, ou seja, tenha um julgamento definitivo e irrecorrível.

terça-feira, dezembro 30, 2008

PROFETIZO EM SUA VIDA !!!

Um Janeiro de Provisão...
Um Fevereiro de Restituição...
Um Março de Milagres...
Um Abril de Restauração...
Um Maio de Portas Abertas...
Um Junho de Vitórias Certas...
Um Julho de Maravilhas Incontáveis...
Um Agosto de Surpresas Inigualáveis...
Um Setembro de Muita Glória...
Um Outubro de Muita Vitória...
Um Novembro de Sonhos Realizados...
Um Dezembro de Desejos CONCRETIZADOS.

quinta-feira, dezembro 25, 2008

COMO ESTUDAR SUA BÍBLIA



Tenha tempo todos os dias para estudar - Salmos 1:2,3

A pessoa resoluta para fazer um voto de estudar a Bíblia logo verá que cumprirá esse voto. O estudo diário será fato singular e fará diferença em sua vida. Pouco a pouco o estudo vai se transformando em qualidades que você mesmo não perceberá até ter feito o estudo por muito tempo. A quantidade de tempo a ser gasta é você deve decidir. Uma hora diária seria melhor, mas muito pode ser feito em quinze minutos. Tenha uma visão longa sobre este estudo. Talvez cada sessão de estudo não abra maravilhas para você, mas com o correr do tempo você verá que tem sido uma boa influência.

II. Estude Mesmo a Bíblia - João 5:39

Não fique satisfeito com um simples correr de olhos pelas páginas da Bíblia. Examine-a! Leia e releia as passagens para que se aproveite a verdade que se esconde nas páginas. Examine-a! Faça perguntas e procure as respostas: O que isto significa? O que isto significa para mim? Só tem isso? Procure entendimento pelas palavras diferentes que notar. Pese cada uma. Verifique outros versículos que têm a mesma palavra. Não seja um bebê o tempo todo. Estude você mesmo a Bíblia. Você pode atingir o significado. Forme o seu próprio pensamento sobre o assunto.

III. Estude Pelos Tópicos - Jeremias 15:16

Essa é a maneira mais simples para se estudar a Bíblia, é o método que mostra os resultados mais rapidamente. Procure estudar tópicos na Bíblia. Não isole o seu estudo em uma única parte. Veja o assunto por inteiro! Dessa maneira saberá tudo o que Deus diz sobre o assunto. Compre ferramentas para ti ajudarem no estudo, tais como: uma concordância, comentários, dicionário bíblico. Não é necessário ler um livro da Bíblia por inteiro para ter um estudo pelos tópicos. Use as ferramentas. Procure cada versículo que menciona o seu tópico; seja de cidades (Galiléia, Jerusalém, Palestina, etc.), de assuntos (oração, amor, arrependimento, lar, paciência, etc.) ou de pessoas (Jesus, Moisés, Pedro, Noé, José, etc.) e logo ficará sabendo tanto mais sobre a matéria.

Mas lembre-se:

1. Seja Sistemático - Faça anteriormente uma lista dos assuntos que quer estudar e faça-os um por um. Inclua vários para não ficar parado sempre em um só.

2. Seja Completo - Não estude só uns poucos versículos. Vá até que não possa ir mais.

3. Seja Exato - Entenda realmente as palavras. Anote-as, use um dicionário para entendê-las. Anote o que vem antes e depois, compare outras passagens iguais.

4. Seja Organizado - A informação pode ser boa, mas muitas vezes precisa ser considerada de uma maneira útil. Escreva em um caderno o que aprende e o que quer aprender. Faça uma lista de perguntas e anote a resposta pelo estudo (I Coríntios 14:40).

IV. Estude Pelos Capítulos - Isaías 28:10-13

Essa maneira de estudo é o que toma o menor tempo. Selecione os capítulos que quer estudar. Não comece por Gênesis, mas talvez João, Atos, ou Salmos. Leia o capítulo cinco vezes (uma destas vezes em voz alta). Divida o capítulo em seções e descreva a seção com um título. Anote os fatos principais na ordem que aconteceram. Anote as pessoas mencionadas e algo que aprendeu sobre elas. Anote as principais lições do capítulo (1, 2, 3,). Procure uma verdade central no capítulo e anote-a. Há um versículo chave no capítulo? Qual versículo você gostou mais? Marque-o e memorize-o. Coloque um nome no capítulo. Anote assuntos para estudos posteriores. Anote frases ou palavras para estudos posteriores. Anote as novas verdades que aprendeu através do capítulo. Anote as coisas que aprendeu, as verdades que já conhecia e viu no capítulo. O que mudou na sua vida através do estudo do capítulo?

V. Estude a Bíblia Pelo que Ela É, A Palavra de Deus - I Tessalonicenses 2:13

Desenvolva um desejo maior de conhecer a Bíblia, mais do que por outro livro qualquer. Aceite o que Ela ensina, mesmo sem entender tudo ou concordar com todo assunto que estudou. Tenha confiança no que Ela diz. Obedeça o que aprende dEla (Mateus 7:24,25). Seja atento para ouvir a Deus por Ela. O estudo da Palavra de Deus é tempo gasto com Deus.

VI Estude Com Oração - Filipenses 4:6

Antes de começar o estudo, ore. Durante o estudo procure a Deus pela oração. Depois de estudar entre em oração. É Deus quem explica o que vai ser estudado (I Coríntios 2:15,16). Peça graça para aceitar a verdade que não entende. Peça a graça de Deus para eliminar da mente e da crença o que não é verdadeiro. Deus é sempre presente.

VII. Procure Por Cristo - Lucas 24:27

No estudo da Palavra de Deus procure pelo Filho de Deus em cada página. A Bíblia tem como tema central a exaltação de Jesus Cristo. Por Cristo, o Pai é exaltado sempre. Anote onde se acha Cristo.

VIII. Use Os Momentos Vagos - Efésios 5:16; Colossenses 4:5

Em nossa vida nem sempre é fácil estudar a Bíblia, mas podemos achar tempo nas salas de espera, filas e pontos de ônibus, nos minutos vagos entre atividades (refeições, tomar um banho, etc.). Tenha uma Bíblia ou Novo Testamento, ou folha com o seu estudo contigo sempre. Lê, anote um pensamento, continue a aprendizagem.

IX. Grave O Que Aprender - Salmos 119:11

Lembre-se da referência da verdade aprendida (o endereço dela). Anote o versículo principal e memorize-o. Ensine a verdade aprendida aos outros. Use as verdades na sua vida.

R. A. Torrey

(Extraído do site Estudos Bíblicos)

quarta-feira, dezembro 24, 2008

O SIGNIFICADO DO NATAL

Quando os magos, pastores, Maria e José viram o bebê na manjedoura, o que trouxe alegria a eles não foi a visão de um mundo onde todas as pessoas pudessem ser doces, gentis e inocentes como uma criança. O que trouxe alegria a eles foi a certeza de que um dia- através daquele bebê - o pecado e a morte teria um fim. Derek Hoover

N atal - ao contrário de que é pregado nessa estação do ano – não significa tempo de paz e harmonia entre os homens. Natal não significa paz. Natal essencialmente significa vitória. Natal não significa o cessar da luta; Natal significa o encorajamento para continuar a luta.

Natal significa que o nosso incrível comandante veio até nós em meio às batalhas e traumatismos das nossas vidas. Esse é o verdadeiro significado do Natal. Essa é a razão pelo qual celebramos o Natal. O Natal não torna a sua vida mais fácil e nem mais tranqüila. A vida é cheia de lutas e a dor estará sempre presente nos campos de batalhas desta vida.

A nossa alegria não reside no fato de voltarmos para casa após uma vitória sob um portentoso inimigo. Não absolutamente. A nossa alegria se baseia na esperança da vitória final. O bem triunfará definitivamente sobre o mal. Haverá uma libertação e uma redenção final. Portanto, alegre-se! O Nosso Rei aqui chegou! Nesse Natal não se esqueça dessa suprema verdade: O verdadeiro significado do Natal não é PAZ NA TERRA; mas sim, a promessa da VITÓRIA DEFINITIVA SOBRE O MAL.

sábado, dezembro 20, 2008

( A prefeita de Santarém) Maria do Carmo não participará logo mais, na sede do Judiciário santareno, da cerimônia de diplomação dos eleitos em outubro.No entanto, seus correligionários irão ao local, para uma manifestação em protesto à decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que indeferiu a candidatura à reeleição da prefeita do PT. O vermelhinhos foram orientados a chegar no ato vestindo preto.----Vermelho vestindo preto lembra PMDB.Isto lembra Helenilson Pontes.Se Maria dançar também no STF, Santarém vai ficar muito animada nos próximos 60 dias.Se o deputado tucano Alexandre Von tivesse implementado o Plano V, também seria um forte candidato na nova eleição na Pérola.Se ela ocorrer.Ainda tem muito "se" neste cenário.
Leis malucas pelo mundo
França
Entre as 8 da manhã e as 8 da tarde 70% das músicas tem de ser de artistas franceses.
É proibido beijar alguém no metrô.
É proibido batizar um porco com o nome de Napoleão.
É proibido fotografar políciais e suas viaturas inclusive quando saiam em segundo plano.
Alemanha
Uma almofada pode ser considerada como uma arma passiva.
É proibido andar de máscaras pela rua.
Em qualquer escritório há de se poder ver pelo menos parte do céu.
Dinamarca
Tentar escapar da prisão não é ilegal, no entanto, se for pego terá que cumprir o resto da condenação.
Ninguém pode pôr em movimento seu veículo se há alguém embaixo dele.
Os restaurantes não poderão cobrar pela água a não ser que não esteja acompanhada com algo mais, como gelo ou uma fatia de limão.
Suécia
A prostituição é ilegal, usar o serviço de prostituição não é.
É proibido repintar tua casa sem uma licença do governo.
Suiça
Se você deixar as chaves dentro do carro com a porta destravada, será multado.
Noruega
É proibido a castrar cães ou gatos, assim como a qualquer outra espécie, inclusive homens.
As bebidas que contenham mais de 4,75% de álcool não podem ser vendidas nas eleições.
Finlândia
Os taxistas devem pagar direitos autorais se colocam música em seu carro quando transportam clientes.
Inglaterra
A lei autoriza às vendedoras a fazer topless em Liverpool, mas somente em lojas de peixes tropicais.
É ilegal pendurar roupa de cama na janela.
É proibido pescar salmão nos domingos.
Irlanda
Se você está em Cork, e vê um escocês, ainda é legal mirá-lo com arco e flecha, exceto nos Domingos.
Canadá
É ilegal tirar o curativo em público.
Em Alberta, se você esteve preso e foi liberado, tem direito a pedir um arma carregada e um cavalo para sair da cidade.
Em Ottawa a lei proibe chupar picolé no domingo atrás do Banco.
É proibido tentar aprender bruxaria.
Colômbia, Cali
A primeira vez que a mulher tiver relações com seu marido, a mãe dela deve estar no quarto para testemunhar o ato.
Mexico
É proibido queimar bonecas.
Bolívia, Santa Cruz
É ilegal para um homem ter relações com uma mulher e sua filha ao mesmo tempo.
EUA, Alabama
É proibido jogar dominó no domingo.
É ilegal usar bigode postiço que cause risos na igreja.
Colocar sal nas linhas ferroviárias pode ser castigado com a pena de morte.
Os homens não podem cuspir diante das mulheres.
É proibido vender amendoim após o entardecer das quartas-feiras em Lee Country.
EUA, Nova York
É proibido passear com um sorvete de casquinha na bolsa nos domingos.
As mulheres poderão praticar o topless em público desde que não seja com fins lucrativos.
Greene, Nova York
É ilegal comer amendoins e andar para atrás pelas ruas quando há um concerto.
Kentucky
Cada pessoa deve tomar banho ao menos uma vez ao ano.
Nenhuma mulher dever aparecer em traje de banho em nenhum aeroporto deste Estado a não ser que seja escoltada por dois policiais ou esteja armada com um cacetete. As disposições deste decreto não serão aplicadas a mulheres que pesem menos de 90 libras (aprox. 40kg.) ou mais de 200 libras (aprox. 90 kg.), nem serão aplicadas a éguas.
Lexington, Kentucky
É ilegal carregar sorvetes de casquinha na bolsa.
Atlanta
É proibido amarrar uma girafa a um poste de luz.
Chicago
É proibido comer num lugar que esteja pegando fogo.
Columbia, Pensilvânia
É proibido que um instrutor faça cócegas no aluno de auto escola para chamar sua atenção.
É proibido estourar balões na rua.
É proibido cantar no chuveiro.
Não se pode segurar um peixe por outra parte que não seja a boca.
É proibido dormir num congelador.
É proibido caminhar de costas comendo amendoins em frente ao Barnstormers Auditorium.
Carolina do Norte
Brigas entre cães e gatos são proibidas por decreto em Barber.
É proibido usar elefantes para arar os campos de algodão.
A única posição permitida é o papai-e-mamãe e com as cortinas fechadas.
Se um homem e uma mulher que não são casados se registram num hotel como casal, segundo as leis do estado, passam oficialmente a estarem casados a partir desse momento.
É ilegal praticar sexo no pátio da igreja.
O sexo oral é considerado um crime contra a natureza.
Corning, Iowa
É considerado um delito que um homem peça a uma mulher que entre em seu carro.
Idaho
É ilegal que um homem presenteie a sua amada uma caixa de bombons que pese menos de 50 libras (aprox. 23 kg).
Blythe, Califórnia
Uma pessoa deve possuir ao menos duas vacas para poder usar botas de cowboy em público.
Denver
É ilegal emprestar o aspirador de pó ao vizinho.
Devon, Connecticut
É ilegal andar para trás depois do pôr do sol.
Menphis, Tennesee,
É ilegal que uma mulher dirija um carro a não ser que tenha um homem correndo à frente dela agitando uma bandeira vermelha para avisar aos motoristas e transeuntes que se aproximam.
Pocataligo, Georgia
É delito que uma mulher de mas de 200 libras (aprox. 90 kg.) de short curto viaje ou pilote um avião.
Pocatello, Idaho
Uma lei que remonta a 1912 decreta que "é proibido levar armas ocultas, a não ser que sejam exibidas".
Seattle
É ilegal carregar uma arma oculta que meça mas de seis pés (aprox, 1,8 metros) de comprimento.
É proibido a entrada de monstros nos limites urbanos.
Wilbur, Washington
É ilegal montar num cavalo feio.
Tulsa, Oklahoma
É contra a lei abrir uma garrafa de soda sem a supervisão de um engenheiro graduado.
É ilegal que o dono de um bar permita que alguém finja ter sexo com um búfalo.
Os cães devem ter uma permissão assinada pelo prefeito para reunir-se em grupos de três ou mais numa propriedade privada
É ilegal pôr uma pessoa hipnotizada numa vitrine.
Jonesboro, Georgia
É ilegal dizer "Oh, Boy".
Texas
Quando dois trens chegarem juntos num cruzamento de vias, ambos devem parar completamente, e nenhum deve seguir adiante até que o outro tenha ido.
Proibido possuir um alicate.
Kansas City, Missouri
Os menores de idade não podem comprar pistolas de brinquedo; no entanto podem comprar as reais.
New Hampshire
Proibido bater os pés ou mover a cabeça ou de qualquer forma seguir o ritmo da música numa taberna, restaurante ou cafetería.
Arkansas
Uma lei diz que o rio Arkansas não pode subir mais que a altura da ponte de Main Street de Little Rock.
Massachusetts
Os cães devem ter as patas traseiras amarradas durante o mês de abril.
Virginia
A única bebida permitida na praia é água que esteja dentro de uma garrafa de plástico transparente.
Maryland
Os preservativos podem ser vendidos em máquinas somente em lugares onde são vendidas bebidas alcoólicas para consumo no local.
Rhode Island
É vedada a venda de pasta de dentes e escova de dentes ao mesmo cliente nos domingos.
Oregon
É ilegal susurrar besteiras ao amante durante o ato.
É proibido assobiar embaixo d'água.
Os animais não podem cruzar nos limites da cidade de Stanfield.
Ohio
É ilegal colocar um peixe dentro de uma camisinha.
Ninguém pode ser preso em 4 de julho e nem no domingo.
As mulheres não podem usar sapatos de couro que permita aos homens ver as suas roupas íntimas através do reflexo.
É proibido dar mais de 100 voltas nà cidade.
Libano
Os homens podem legalmente ter relações sexuais com animais, sempre que forem fêmeas. Ter relações sexuais com machos pode ser castigado com a morte.
Indonésia
A pena para a masturbação na Indonésia é a decapitação.
China, Hong Kong
Uma mulher enganada pode legalmente matar seu marido adúltero, mas deve fazê-lo só com suas mãos. Em contrapartida, a mulher adúltera pode ser morta de qualquer maneira por seu marido.
É ilegal inscrever-se na Universidade, a não ser que você seja inteligente.
Israel
É proibido meter o dedo no nariz aos sábados.
Em Haifa é proibido levar ursos à praia.
Tailândia
Se pegam você atirando um chicle no chão recebe uma multa de 600 dólares e se não pode pagar sera preso.
Camboja
É proibido o uso de pistolas de água para as celebrações de passagem de ano. não outras datas comemorativas não tem problema.
Cingapura
É proibida a venda de chiclete.
É proibido que homossexuais vivam no país.
O sexo oral é proibido a não ser que realize-se como entretenimento.
A pornografia é também proibida.
Bahrein
Um médico pode legalmente examinar os genitais femininos, mas está proibido de olhá-los diretamente durante o exame. Só pode fazê-lo mediante o uso de um espelho.
Guam
Há homens em Guam cujo único emprego, bem pago diga-se de passagem, é viajar pelo pais para deflorar virgens. A razão é que pelas leis de Guam, é proibido que as virgens se casem.
Austrália, Victoria
Somente eletricistas podem trocar lâmpadas.
É ilegal passar graxa de sapato na cara.
Os bares são obrigados a dar água e comida a seu cavalo.

sexta-feira, dezembro 12, 2008

ELE QUERIA QUE FÔSSEMOS UM
João 17 – 11b, 20 á 23


Jesus queria que Seus discípulos fossem um, para que o mundo pudesse crer que Deus O enviara. A unidade, a marca dos discípulos de Jesus, deveria também distinguir nossas famílias cristãs, uma vez que aceitando a Cristo, professando esta fé, conseqüentemente fomos feitos discípulos de Cristo também.

Nossas Igrejas somente serão fortes, se nossas famílias forem fortes.

“O lar é o campo de treinamento prático, a universidade da experiência, o melhor lugar para aprender os princípios da vida no corpo de Cristo” (Judith Kemp)

Está se tornando cada vês mais raro encontrarmos famílias unidas. O sistema mundial não tende para a unidade, lares desfeitos estão se tornando a regra, e não a exceção. Hoje a modernidade, como internet, televisão, pegou os que estavam perto, unidos, e os distanciaram. Pais ficam assistindo TV, enquanto os filhos ficam no computador, não se falam, não se tocam, não se relacionam.

Manter a unidade é responsabilidade de todos.

O desafio que encontramos é manter esta unidade. Paulo escreve aos Efésios 4-3: “Esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz”

O que significa “preservar a unidade”? Na Bíblia, há mais de 30 relacionamentos recíprocos, responsabilidades que tenho para com meu irmão, e ele para comigo. Alguns deles são:

ü Edificar uns aos outros (Rm 14.19);
ü Suportar uns aos outros (Ef 4.2);
ü Instruir uns aos outros (Cl 3.16);
ü Encorajar uns aos outros (Hb 10.24,25);
ü Exortar uns aos outros (1Ts 2.11,12);
ü Orar uns pelos outros (Tg 5.16);
ü Confessar nossos pecados uns aos outros (Tg 5.16);
ü Dar preferência uns aos outros (Rm 12.10);
ü Levar as cargas uns dos outros (Gl 6.1,2);
ü Confortar uns aos outros (2Cor 1.3,7);
ü Servir uns aos outros (Mt 20.20,28);
ü Perdoar uns aos outros (Ef 4.32);
ü Sofrer e regozijar nus com os outros (1Cor 12.26);

O nosso Lar como uma pequena representação da igreja local, deve ser o lugar onde todos os membros experimentem esses relacionamentos mútuos.

Devemos observar outra faceta desses relacionamentos. As Escrituras dizem que:

ü Não devemos julgar uns aos outros (Rm 14.3,4);
ü Não devemos falar mal uns dos outros (Tg 4.11);
ü Não devemos mentir uns aos outros (Cl 3.9,10);


Todas estas coisas podem ser resumidas em uma só ordem dada por Jesus Cristo.

“Amar uns aos outros”

“Nisto conhecerão todos, que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros”.
(João 13-34,35)

I. Por isso Jesus ora em João 17, pedindo que os discípulos sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que Deus O enviara. (v. 23);

II. Hoje o testemunho de um lar cristão talvez seria ou é, o instrumento mais eficaz para alcançar o mundo perdido;

III. “Olhem como eles se amam” era o que as pessoas diziam dos discípulos de Jesus;

IV. Na oração de Jesus, Ele não se esquece de mim e nem de você, nos versos de número 20 á 23, Ele roga ao pai para que em nosso meio predomine a unidade. O desejo é de que a centralidade do nosso ser, do nosso existir, da nossa relação para com os irmãos seja a união.


O que as pessoas dizem sobre você? Sobre sua família? Há unidade? Amor? Os seus filhos podem dizer que há amor e unidade em sua casa? Seu marido/esposa diria que há unidade e amor no seu casamento?

Que você possa saber que o maior desejo de Jesus, é que todos e em todos os lugares desfrutem de uma perfeita unidade em Cristo.

sexta-feira, novembro 21, 2008

Esse foi o Aniversario da Dona Celita.....70...parece 30 é Minha Sogra gente Boa.
Lançado site do Estado do Tapajós

Por Milton Corrêa

Em solenidade realizada na manhã desta quinta – feira, 20, no Plenáio Benedito Magalhães, da Câmara Municipal de Santarém, foi lançado o site www.estadotapajos.com.br , a mais nova ferramenta do Movimento pela criação do Novo Estado, operacionalizada pela empresa W3MAIS.

Na mesa dos trabalhos o professor Edivaldo Bernardo, coordenador do Movimento pela criação do Novo Estado; a vereadora Beth Lima, representando o presidente da Câmara José Maria Tapajós; vereador Erasmo Maia; Secretário de Turismo do Município Arnoldo Andrade, que no ato representou a prefeita Maria do Carmo; economista José de Lima Pereira, assessor técnico do Movimento, Júnior Tapajós, diretor da empresa W3MAIS e Armando Gama, publicitário. Na platéia, autoridades municipais, lideranças comunitárias e sindicais.

Os integrantes a mesa ao se pronunciarem, foram unânimes em apoiar a iniciativa de criação do site, louvaram os políticos a nível nacional e estadual que apóiam a criação da nova unidade da federação e teceram críticas aos que são contra a nossa autonomia política administrativa.

O publicitário Frederic Silveira, gerente de projetos da W3MAIS, esclareceu detalhes de funcionamento do site www.estadotapajos.com.brt

segunda-feira, novembro 17, 2008

quinta-feira, outubro 30, 2008

Dificuldade"Os grandes sucessos são sempre atravessados por diversos obstáculos e dificuldades." Mudar"Se você quer mudar tudo, basta mudar a sua atitude." Realização "A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar." Idéias "As grandes idéias sempre encontram os homens que as procuram." Pais"Os primeiros passos de nossas vidas são amparados por nossos pais... e os passos seguintes... por seus ensinamentos." Caminhar "Nunca andes pelo caminho traçado, pois ele conduz somente aonde outros já foram." Lágrima Mais vale uma lágrima de derrota do que a vergonha de não ter lutado. Sonhos"Fácil é sonhar todas as noites! Difícil é lutar por um sonho"."Há sonhos que devem ser ressonhados, projetos que não podem ser esquecidos.""Sonhos são possibilidades esperando para se tornarem reais."ObstáculosO rio atinge os seus objetivos porque aprendeu a contornar os obstáculos. Projetos Os grandes projetos está nas mãos daqueles que têm a coragem de sonhar. Amar Amar é dar sem se lembrar. Receber sem esquecer. Decepção "Decepção não mata, ensina a viver". Felicidade A felicidade está sempre um passo adiante do medo Esperança "Se não houvesse esperança, não estaríamos lutando pelos nossos sonhos". Noite "Por mais longa que seja a noite, o sol volta sempre a brilhar".Inveja"O impulso da inveja é a sentinela da felicidade alheia.""A inveja nada mais é que o ódio à superioridade.""A inveja é companheira da glória humana."

sábado, outubro 11, 2008

As horas mais solitárias que alguém já passou sobre a terra foram as horas do Calvário; pois Jesus - além de ser Filho de Deus - era também homem ao morrer por nós.
Por que, entretanto, o Calvário foi o lugar mais solitário que já houve? Parece fácil responder a essa pergunta, pois muitos dos nossos leitores sabem tudo sobre o Calvário e a morte do Cordeiro de Deus. Mas mesmo assim, nunca conseguimos responder com precisão a essa pergunta porque somos incapazes de compreender o que Jesus realmente passou no Calvário.
Segundo a Escritura, Jesus foi crucificado à "hora terceira" (Mc 15.25) (às nove horas da manhã). E à "hora nona" (às três horas da tarde) Ele deu Seu grito alucinante: "Eloí, Eloí, lamá sabactâni?... Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?" (v. 34). Isso significa, portanto, que Jesus Cristo, quando deu esse grito – já estava dependurado há seis horas na cruz em pavorosa solidão! Significa que durante seis horas inteiras Ele esteve sem o Pai, sim, até mesmo Deus O abandonou. Que nessas seis horas na cruz Ele esteve sem o Pai é provado pelo fato de Ele – que normalmente sempre falava do Pai quando se referia a Deus – ter clamado a Deus. E que Ele estava também sem Deus é mostrado por Suas palavras desesperadoras: "...por que me desamparaste?" Apesar de Ele clamar a Deus, Deus O havia abandonado!
Nesse sentido, as palavras do centurião romano contêm um simbolismo profundo e trágico: "O centurião que estava em frente dele, vendo que assim expirara, disse: Verdadeiramente este homem era Filho de Deus" (v. 39). Enquanto Jesus esteve dependurado na cruz, era como se Ele não fosse mais o Filho de Deus. Por quê? Porque naquelas horas Ele não tinha mais Pai. Mas – não era o Filho de Deus que estava dependurado ali na cruz? Naturalmente, mas não em Seu caráter glorioso, de Rei. Ele estava ali dependurado como homem, cuja aparência estava profundamente desfigurada, a quem todo o mundo desprezava, e virava o rosto. A respeito, o profeta Isaías já predisse palavras abaladoras aproximadamente 700 anos antes de Cristo: "...o seu aspecto estava mui desfigurado, mais do que o de outro qualquer, e a sua aparência mais do que a dos outros filhos dos homens... Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer; e como um de quem os homens escondem o rosto, era desprezado, e dele não fizemos caso" (Is 52.14b; 53.3). Quão terrível e pavorosa deve ter sido essa solidão para Ele! Pois a Ele, ao Senhor Jesus Cristo, aconteceu algo que jamais pode acontecer a nós, que nEle cremos: Ele realmente foi abandonado pelo Pai – durante horas. É o que expressa com a maior clareza Sua pergunta: "...por que me desamparaste?". Em outras palavras: "Tu me abandonaste – mas por quê?"
Nunca podemos acusar Deus de tal coisa porque não corresponde à verdade, pois o Senhor nunca nos abandonará, a nós que somos Seus filhos. No máximo, poderíamos dizer que nos sentimos abandonados. Na realidade, porém, nunca estamos sozinhos, pois em Hebreus 13.5b estão escritas as maravilhosas palavras: "De maneira alguma te deixarei nunca jamais te abandonarei." Ou pensemos nas palavras do próprio Senhor Jesus: "E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século" (Mt 28.20b). Paulo exclama com júbilo em Romanos 8.38-39: "Porque eu estou bem certo de que nem morte, nem vida, nem anjos, nem principados, nem cousas do presente, nem do porvir, nem poderes, nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor." Não, nada, nem ninguém pode separar-nos de nosso Senhor, nunca seremos deixados sós; onde quer que estejamos, o Senhor está sempre presente! Ouça uma vez o que o salmista diz a respeito: "Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também; se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares: ainda lá me haverá de guiar a tua mão e a tua destra me susterá" (Sl 139.8-10). Em outras palavras: Senhor, tu estás sempre comigo; onde quer que eu esteja, o que quer que eu faça, para onde quer que eu vá, como quer que eu me sinta – tu estás sempre comigo. Sim, disso podemos estar certos, e graças ao Senhor que é assim.
Mas o próprio Senhor Jesus – quando esteve dependurado na cruz – não tinha mais nada disso; Ele ficou completamente privado de amor e consolo. Ao invés da alegre certeza da presença do Pai – Ele era atormentado por um horror paralisante. Ao invés de firme certeza interior – Ele sentia calafrios por causa do gélido silêncio de Deus. Ao invés do olhar amoroso do Pai – Ele só via trevas intransponíveis. Ao invés de afável e calorosa afeição do alto – os rugidos e a fúria de todo o inferno se abateram sobre Ele. Jesus Cristo experimentou exatamente o oposto daquilo que o salmista testemunha com tanta fé: "Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo: a tua vara e o teu cajado me consolam" (Sl 23.4). Jesus andou literalmente pelo "vale da sombra da morte"; Deus não estava mais com Ele, a "vara e o cajado" do Pai não O consolavam mais.
"Por quê?", podemos perguntar, "por que, afinal?" Porque não era possível de outra maneira. Pois, apesar de Jesus ser o Cordeiro de Deus sem pecado, apesar de Ele nunca ter pecado em toda a Sua vida, apesar de Ele ter ficado puro e sem mácula, no Calvário Ele morreu como pecador. Bem entendido: Ele não morreu como pecador – pois, como dissemos, Ele era e continuou sem pecado –, mas Ele morreu por causa de pecados, isto é, dos pecados de todo o mundo.
Você sabe o que significa morrer a morte do pecador; você sabe qual é a terrível e inescapável conseqüência de tal morte? Nesse tipo de morte
– Deus não está presente;
– o céu está fechado;
– o Eterno afasta o olhar!
Por isso, uma morte assim é o mais terrível, pavoroso e horroroso que pode acontecer a uma pessoa. Existem testemunhos suficientes a respeito. A seguir, citamos somente alguns:
– O ateu David Hume gritou por ocasião de sua morte: "Estou nas chamas!"
– A morte de Voltaire, o famoso zombador, deve ter sido tão terrível que sua enfermeira disse depois: "Por todo o dinheiro da Europa, eu não gostaria mais de ver um ateu morrer!"
– Hobbes, um filósofo inglês, disse pouco antes de sua morte: "Estou diante de um terrível salto nas trevas."
– Goethe exclamou: "Mais luz!"
– Churchill morreu com as palavras: "Que tolo fui!"
Bastam esses poucos exemplos para nos mostrar claramente o que significa morrer como pecador. E Jesus experimentou esse tipo de morte, apesar de Ele mesmo – que isso fique bem claro – ser e continuar sendo absolutamente sem pecado. Ele experimentou uma morte tão pavorosa porque na cruz Ele tomou sobre Seu próprio corpo todos os pecados de todos os homens de todos os tempos. Pedro diz em sua primeira epístola: "carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos aos pecados, vivamos para a justiça" (1 Pe 2.24a). Quando Jesus morreu a morte do pecador, realmente o céu ficou fechado, o Pai desviou o olhar, o Eterno se afastou; e Ele, o Filho, ficou dependurado, só e abandonado, na cruz. Que ondas pavorosas do inferno devem ter se abatido sobre Ele. No Salmo 22 os sofrimentos de Jesus naquelas horas horrorosas são descritos de modo amedrontador, bem detalhado e claro: "Muitos touros me cercam, fortes touros de Basã me rodeiam. Contra mim abrem as bocas, como faz o leão que despedaça e ruge. Derramei-me como água, e todos os meus ossos se desconjuntaram; meu coração fez-se como cera, derreteu-se-me dentro de mim. Secou-se o meu vigor, como um caco de barro, e a língua se me apega ao céu da boca; assim me deitas no pó da morte. Cães me cercam; uma súcia de malfeitores me rodeia; traspassaram-me as mãos e os pés. Posso contar todos os meus ossos; eles me estão olhando e encarando em mim" (vv. 12-17).
Meu irmão, minha irmã, como isso deve ter sido terrivelmente difícil para Jesus Cristo! Não é de admirar, pois, que de repente tenha partido de Seu coração ferido este grito: "...Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?" Esse foi o grito de um homem que caiu num profundo abismo, e cujo coração estava completamente dilacerado.
É interessante lembrar que até então Jesus nunca havia sido abandonado pelo Pai. E agora, na cruz – Ele não somente foi abandonado pelo Pai, mas também estava cercado pelos poderes do inferno. Não, até então o Pai nunca O havia abandonado; pelo contrário –o Pai esteve constantemente nEle. Por exemplo, Jesus disse: "Quem me vê a mim, vê o Pai" (Jo 14.9b). E em João 11.41b lemos: "Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai..." Portanto, até essa hora tinha havido completa harmonia entre Ele e o Pai. E Jesus se alegrou por essa harmonia, e testemunhou dela, por exemplo, com as palavras:
– "...porque não sou eu só, porém eu e aquele que me enviou" (Jo 8.16).
– "E aquele que me enviou está comigo, não me deixou só..." (Jo 8.29b).
– "Eu e o Pai somos um" (Jo 10.30).
– "...para que possais saber e compreender que o Pai está em mim, e eu estou no Pai" (Jo 10.38b).
Que maravilhosas palavras! Mas, exatamente por isso foi muito mais duro e trágico o contraste entre elas e as horas na cruz. Oh! que caminho Jesus teve que seguir! E, por quê? Para redimir a você e a mim; pois nós deveríamos ter estado ali na cruz!
Talvez agora compreendamos um pouco melhor o profundo abismo dos sofrimentos do Cordeiro de Deus; talvez sejamos capazes agora de participar um pouco dos Seus sentimentos, do que Ele passou. Mesmo assim, uma ou outra pessoa poderá perguntar:
Jesus não sabia que tudo seria assim?
Ele falou várias vezes a respeito aos Seus discípulos. Lemos, por exemplo, em Mateus 16.21: "Desde esse tempo, começou Jesus Cristo a mostrar a seus discípulos que lhe era necessário seguir para Jerusalém e sofrer muitas cousas dos anciãos, dos principais sacerdotes e dos escribas, ser morto, e ressuscitado no terceiro dia." Aqui Ele falou claramente que ainda teria que "sofrer muitas cousas". Além disso, havia muitas profecias do Antigo Testamento que apontavam com clareza assustadora para esses acontecimentos; e Jesus conhecia todas essas palavras da Escritura. Portanto, certamente Ele sabia de tudo. Apesar de que jamais poderemos responder a essa pergunta definitivamente, hoje vou tentar – com todo respeito ao Cordeiro de Deus – dar uma resposta bem superficial. Jesus Cristo – apesar do fato de ser o Filho de Deus e de todas as coisas serem manifestas perante Ele – talvez não soubesse de uma coisa: quão terrível seria a separação entre Ele e o Pai; quão horroroso seria ser abandonado pelo Pai! Pois, repito: Ele nunca antes havia ficado sem o Pai – muito menos sido abandonado pelo Pai.
Entretanto, talvez você diga agora: Mas Jesus sempre sabia de tudo. Tudo – será que Jesus realmente sabia de tudo? Ele mesmo falou certa vez de algo que não sabia, ou seja, da hora da Sua volta: "Mas a respeito daquele dia ou da hora ninguém sabe; nem os anjos no céu, nem o Filho, senão somente o Pai" (Mc 13.32). Portanto: isso era uma coisa que Ele não sabia. Por isso, não será que somente o próprio Pai sabia o que o Filho realmente teria de passar na cruz; quão difícil realmente seria a separação? Não será que o Pai tenha se calado sobre esse assunto por causa de Seu grande amor pelo Filho?
Apesar de não sabermos a resposta, nesse contexto podemos pensar na relação de Abraão e Isaque. Quando os dois ainda estavam a caminho do local do sacrifício, Isaque, que não sabia de nada, perguntou ao seu pai: "Eis o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto?" (Gn 22.7b). O que Abraão respondeu a Isaque? Lemos em Gênesis 22.8a: "Deus proverá para si, meu filho, o cordeiro para o holocausto". Isaque sabia, portanto, do sacrifício, mas não sabia da terrível verdade de que ele deveria ser a vítima.
Jesus Cristo sabia do Calvário. Ele sabia que seria o Cordeiro do holocausto; mas será que Ele também sabia quão terrível seria quando o Pai – nas horas do Seu sofrimento e da Sua morte – teria que abandoná-lO? Bem, não o sabemos, e também nunca teremos uma resposta definitiva para essa questão aqui na terra. Uma coisa, porém, é segura: as horas do Calvário realmente foram as mais difíceis e solitárias pelas quais ninguém na terra jamais passou; e o Filho do Homem, Jesus Cristo, as sofreu.
O alto objetivo dos sofrimentos de Jesus
Por que o Senhor da Glória teve que sofrer de forma tão extrema? Para redimir muitas e muitas pessoas escravizadas! Oh! quão maravilhosamente esse objetivo dos sofrimentos de Jesus é descrito no livro do profeta Isaías: "...quando der ele a sua alma como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade... com o seu conhecimento, justificará a muitos... Por isso eu lhe darei muitos como a sua parte..." (Is 53.10b,11b,12a). Glorioso, não é mesmo?! E até hoje são acrescentados diariamente novos justificados à Sua posteridade. Mas tudo começou nessa terrível cruz solitária. Quanto mais se agravava Seu caminho de morte, quanto mais profundamente Jesus entrava em dores e sofrimentos, maior e mais real se tornava o fato de que assim o caminho ao reino dos céus estava sendo aberto para a Humanidade. A cada hora de dores se aproximava a grandiosa vitória de Jesus, a porta da graça se abria cada vez mais.
Vejamos essa gloriosa verdade em relação à parábola de Jesus sobre os trabalhadores na vinha. Nela nos é mostrado maravilhosamente, de forma figurada, o processo que Jesus enfrentou na cruz – quanto mais horas de dores, mais próxima e maior a vitória. Leiamos a primeira parte dessa parábola: "Porque o reino dos céus é semelhante a um dono de casa que saiu de madrugada para assalariar trabalhadores para a sua vinha. E, tendo ajustado com os trabalhadores a um denário por dia, mandou-os para a vinha. Saindo pela terceira hora viu, na praça, outros que estavam desocupados, e disse-lhes: Ide vós também para a vinha, e vos darei o que for justo. Eles foram. Tendo saído outra vez perto da hora sexta e da nona, procedeu da mesma forma, e, saindo por volta da hora undécima, encontrou outros que estavam desocupados, e perguntou-lhes: Por que estivestes aqui desocupados o dia todo? Responderam-lhe: Porque ninguém nos contratou. Então lhes disse ele: Ide também vós para a vinha" (Mt 20.1-7).
Essa parábola aponta maravilhosamente para o reino celestial e para todos que estarão nele algum dia. Ela nos mostra também que não faz diferença se alguém encontra cedo o caminho ou se chega somente à hora undécima. O que importa é que muitos venham! Não vamos nos ater agora na parábola em si, mas extrair dela maravilhosos paralelos sobre os acontecimentos do Calvário.
1 – Quando começou o verdadeiro caminho de morte de nosso Senhor? Não me refiro ao caminho de sofrimentos em geral, que já começou na manjedoura em Belém, mas ao caminho de morte e crucificação em si, através do qual Ele, como Deus, o disse através do profeta Isaías, geraria uma posteridade, ou seja, justificaria a muitos. Quando começou esse caminho da cruz? Lemos em Marcos 15.1: "Logo pela manhã entraram em conselho os principais sacerdotes com os anciãos, escribas e todo o Sinédrio; e, amarrando a Jesus, levaram-no e o entregaram a Pilatos." E quando o dono da casa, na parábola citada, começou a enviar trabalhadores para sua vinha, isto é, quando o Rei do reino dos céus começou a chamar Sua posteridade para Seu reino? Também cedo de manhã: "Porque o reino dos céus é semelhante a um dono de casa que saiu de madrugada para assalariar trabalhadores para a sua vinha" (Mt 20.1).
2 – Quando, exatamente, Jesus foi crucificado? À hora terceira (nove horas da manhã): "Era a hora terceira quando o crucificaram" (Mc 15.25). E quando os próximos trabalhadores foram enviados para a vinha, isto é, quando o Rei do reino dos céus chamou os seguintes da Sua posteridade para Seu reino? À terceira hora (às nove horas da manhã): "Saindo pela terceira hora viu, na praça, outros que estavam desocupados, e disse-lhes: Ide vós também para a vinha, e vos darei o que for justo" (Mt 20.3-4).
3 – Quando se abateram as terríveis trevas sobre toda a terra? À hora sexta (às doze horas): "Chegada a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra, até a hora nona" (Mc 15.33). E quando os trabalhadores seguintes foram chamados para a vinha, ou seja, quando foram novamente chamados outros à posteridade no reino dos céus? À hora sexta (ao meio-dia): "Tendo saído outra vez perto da hora sexta..., procedeu da mesma forma" (Mt 20.5).
4 – Quando o Senhor Jesus Cristo deu o Seu grito abalador?. À hora nona (às três horas da tarde): "À hora nona clamou Jesus em alta voz: Eloí, Eloí, lamá sabactâni? que quer dizer: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?" (Mc 15.34). E quando foram enviados mais trabalhadores para a vinha, isto é, chamados ainda mais pessoas para a posteridade no reino dos céus? À hora nona (às três horas da tarde): "Tendo saído outra vez perto da hora... nona, procedeu da mesma forma" (Mt 20.5).
5 – Quando Jesus Cristo foi sepultado? Antes do anoitecer no dia anterior ao sábado (aproximadamente às cinco horas da tarde): "Ao cair da tarde, por ser o dia da preparação, isto é, a véspera do sábado, vindo José de Arimatéia, ilustre membro do Sinédrio, que também esperava o reino de Deus, dirigiu-se resolutamente a Pilatos e pediu o corpo de Jesus... Este, baixando o corpo da cruz, envolveu-o em um lençol que comprara, e o depositou em um túmulo que tinha sido aberto numa rocha; e rolou uma pedra para a entrada do túmulo" (Mc 15.42-43,46). E exatamente ao mesmo tempo, às dezessete horas, à hora undécima, na parábola foram novamente enviados trabalhadores para a vinha, ou seja, chamadas outras pessoas à posteridade no reino dos céus: "...e, saindo por volta da hora undécima, encontrou outros que estavam desocupados, e perguntou-lhes: Por que estivestes aqui desocupados o dia todo? Responderam-lhe: Porque ninguém nos contratou. Então lhes disse ele: Ide também vós para a vinha" (Mt 20.6-7).
Essa comparação alegórica entre a morte de Jesus e a parábola dos trabalhadores na vinha nos mostra como através dos sofrimentos de Jesus na cruz, que ficavam cada vez mais intensos, a redenção se aproximava cada vez mais. Quanto mais se agravava Seu caminho de morte, mais resplandecia a verdade de que assim estava sendo preparado o caminho ao reino dos céus para a Humanidade.
Resumindo: cedo pela manhã começou o caminho da cruz de Jesus – e de madrugada vieram os primeiros trabalhadores para a vinha do dono da casa. À terceira hora (9 horas) Jesus foi crucificado – e à terceira hora foram chamados os trabalhadores seguintes para a vinha. À hora sexta (12 horas) se abateram as trevas sobre toda a terra – e à hora sexta foram chamados mais trabalhadores. À hora nona (15 horas) Jesus gritou Seu abalador "Por quê?" – e exatamente nessa hora foram novamente chamados trabalhadores na parábola. E à undécima hora (17 horas) Jesus Cristo foi sepultado; na parábola dos trabalhadores na vinha na mesma hora foram chamados mais uma vez trabalhadores. Aqui vemos claramente o que o profeta Isaías profetizou: "Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma, e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniqüidades deles levará sobre si" (Is 53.11).
Ao vermos tudo isso novamente hoje – essa maravilhosa obra do Calvário com seus grandiosos efeitos –, impõe-se a pergunta: o Senhor Jesus fez tanto por nós – mas o que podemos fazer por Ele?
O que podemos Lhe dar?
Oh! na verdade, nada! Pois conhecemos a nós mesmos e sabemos quão rapidamente novos propósitos e promessas são esquecidos. Apesar disso, devemos dar uma resposta ao Senhor! Talvez um acontecimento da vida de Pedro possa nos ajudar nesse sentido. Em certa ocasião, ele estava em Jope, na casa de um curtidor chamado Simão. Seu lugar de oração era sobre o eirado (terraço) da casa. Lemos em Atos 10.9: "No dia seguinte..., subiu Pedro ao eirado, por volta da hora sexta". Se bem que esse texto na verdade não tem nada a ver com o Calvário, interessam as palavras "por volta da hora sexta". Portanto, Pedro subiu ao eirado ao meio-dia (12 horas) para orar. E quando começaram as três piores horas para o Senhor Jesus na cruz? Igualmente à hora sexta: "Chegada a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra, até a hora nona" (Mc 15.33). É comovente o fato de que Pedro – consciente ou inconscientemente – tenha feito da pior hora de seu Senhor na cruz sua hora de oração diária! Pois podemos supor que não se tratou de uma oração única, ao acaso, mas de um costume regular. Como quer que seja, de qualquer modo, Pedro estava orando ao Seu Senhor na hora em que Jesus tinha passado pelos maiores tormentos na cruz. A pergunta é: o que podemos fazer pelo nosso Senhor Jesus; o que podemos Lhe dar? – na verdade, a minha e a sua resposta deveria ser bem clara: recomeçar uma vida de oração intensiva, baseando-nos a partir de agora conscientemente na morte de nosso Redentor! Em outras palavras: nunca mais oremos sem antes pensar porque podemos orar; sem que tenhamos completa clareza de porque temos o privilégio de orar; e sem estarmos plenamente convictos de que temos que orar! Pois: Jesus Cristo nos deu – através de Seus sofrimentos inomináveis e de Sua morte na cruz – a filiação pela qual podemos exclamar em oração: "Aba, Pai!" Sim, é o que está escrito: "E, porque vós sois filhos, enviou Deus aos nossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai" (Gl 4.6). Amém. (Marcel Malgo - http://www.chamada.com.br)Publicado anteriormente na revista Chamada da Meia-Noite, março de 1997.
Leia também
Os Malfeitores Crucificados Com Jesus
Porque Deus Amou ao Mundo de Tal Maneira
Acesso Livre a Deus
A Hora da Sua Glória
A Hora da Glória de Jesus
Ressurreição!
Ele Não Está Aqui; Mas Ressuscitou!
Material recomendado
CD O Cenáculo
Do mesmo autor
Veja os itens de Marcel Malgo na Livraria Virtual
Leia os outros textos de Marcel Malgo
369
Mensagens e artigos
Temas diversos
Mensagens de paz
Jesus Cristo, salvação
Israel e o Oriente Médio
E-livro GRÁTIS
Atualização Diária
Pérolas Diárias
Todo Dia Com as Escrituras
Todo Dia Com Jesus
Todo Dia Com Paz
Downloads
Protetores de tela
Papéis de parede
Cartões virtuais
Fotos de Israel
Cartoons
Livraria Virtual
Livros
CDs
Vídeos e DVDs
Bíblias
Revistas
Folhetos
K7s de Mensagens
Cursos Bíblicos
Outros Materiais
Nossos sites
Chamada.com.br
Beth-Shalom
Conheça@Jesus
Encontre@Paz
ShalomCards
Ornicards
Orni, Torrinco e Orniquito
Turma do Edi


Início
Mensagens
Vídeos
Bíblia Online
Livraria
Congresso
Meditações Diárias
Fotos de Israel
Revistas
Novidades
Quem Somos
Fale Conosco
Links
Assuntos:
Ano Novo
Atualidades
Boas Novas
Ciência
Cultura e Artes
Defesa da Fé
Escatologia
Estudo Bíblico
Israel
Mídia Tendenciosa
Natal
Nova Era e Misticismo
Oriente Médio
Páscoa
Profecias
Seitas e Heresias
Vida Cristã
Envie esta página
Imprima esta página
Mais sobre este assunto
Recomendamos:





quinta-feira, outubro 02, 2008

Coluna do Samuel Câmara
A hora da decisão Edição de 27/09/2008 Pastor da Assembléia de Deus em Belém
As eleições municipais que se avizinham ajudarão a decidir os rumos que cada cidade deste imenso país seguirá nos próximos quatro anos. De algum modo, cada eleitor certamente terá de pensar sobre o seu voto, sobre qual candidato escolher.
Talvez você esteja frustrado com a escolha que fez nas últimas eleições. Talvez seja um daqueles que nem se lembra em quem votou. Ou talvez seja uma das pessoas que ache eleição uma coisa chatíssima.
Mas pense! Uma pessoa que comece a votar aos 16 anos e viva até aos 80 anos, poderá participar de 17 eleições municipais, no máximo. Quantas coisas na vida você pode fazer para mudar ou melhorar algo e, por fim, acaba desprezando?
Lembre-se: cerca de metade da população do mundo não sabe sequer o que quer dizer votar e escolher os seus próprios governantes. Nós podemos. Somos privilegiados por fazer parte da escolha da vida política da nossa cidade.
A maneira como cada eleitor trata o seu voto fornece uma pista segura para sabermos se o mesmo tem consciência política e exerce plenamente o seu direito de cidadão, ou não. Desse modo, a estatura de cada cidadão é medida pela valoração que dá ao seu voto, pelo modo como expressa a sua vontade política.
Por isso, o voto é não somente intransferível e inegociável, mas também precisa refletir a compreensão que o eleitor tem de sua cidade. Em função disso, ele não deve, em hipótese alguma, violar a sua consciência política, principalmente no que diz respeito à sua maneira de ver a realidade social.
Cada eleitor deve discernir se o candidato que pede o seu voto é uma pessoa lúcida e comprometida com as causas da Justiça e da Verdade, e não um oportunista de plantão, que só aparece em época de eleição.
Se o eleitor quer ter compromissos éticos na política, deve lembrar-se de que os fins não justificam os meios. Por isso, nunca deve aceitar promessas de qualquer candidato que possam implicar na violação de sua consciência, mesmo que a “recompensa” propalada seja aparentemente boa para si ou para a sua comunidade.
O eleitor não deve aceitar de forma alguma ganhar os “reinos deste mundo” por quaisquer meios que lhe roubem a glória de ser um cidadão responsável e útil à sociedade com o seu voto.
Devemos ter em mente que o nosso voto é, de algum modo, um instrumento pacífico de transformação social. Por isso o voto é revolucionário.
A idéia que permeia a mente das pessoas, quando se fala em revolução, nada tem de agradável. Ao contrário, pensa-se em revolta, violência, luta armada, sublevação da ordem pública etc.
Nisso também concordam os dicionários, cuja definição diz que revolução é a “transformação radical e, por via de regra, violenta, de uma estrutura política, econômica e social”. Mas, a despeito disso, há sim a possibilidade de ser realizada uma “revolução pacífica” por meio do voto.
A “revolução pacífica” de que estamos falando tem data marcada: 5 de outubro. Assim, quer queiramos admitir ou não, estaremos caminhando em sua direção, o que pode melhorar ou piorar a nossa cidade, dependendo da nossa atitude. Se formos omissos, ajudaremos a piorá-la; se interessados, diligentes, solidários e participativos, daremos um grande passo para melhorá-la.
Se não dá para mudar tudo de uma só vez, podemos ao menos tentar evitar que o mal prospere, ao votarmos e elegermos os candidatos sérios e de melhores propostas.
Se os eleitos não puderem mudar o que precisa ser mudado, na pior das hipóteses evitarão que pessoas nocivas sejam eleitas e ocupem o lugar que nos é devido, exerçam autoridade sobre nós, persigam nossa fé e blasfemem contra o nosso Deus.
Quero congratular-me com o Brasil e com você, que vai votar, por este momento de festa democrática. Em votando com seriedade, cada um de nós mostrará a sua relevância para a nossa cidade, nosso País e nossa gente.
Nesta hora de decisão, que Deus ajude cada eleitor a fazer a melhor escolha!

terça-feira, setembro 16, 2008

VOCÊ IRÁ SUPERAR.
Se você encontrar um caminho que não apresenta nenhum obstáculo, saiba que esse caminho não irá levá-lo a lugar nenhum. Frank Clark
O desafio que você tem hoje diante do seu horizonte por acaso lhe parece algo intransponível? A realidade é que ele não é tão difícil de superar como aparenta ser. De fato, uma vez que você o supere, ele já não irá lhe parecer difícil. Isso porque, no processo de superá-lo você irá aprender, aprimorar-se, crescer e se tornar muito mais forte, decidido e autoconfiante. Imagine agora, apenas por alguns momentos, que você já superou esses desafios. Conseqüentemente, como resultado dessa experiência você se tornou mais competente. Você atingiu um nível mais elevado de sabedoria, força e eficiência, e até mesmo um saudável atrevimento. Portanto, confiado na graça maravilhosa do nosso Deus, encare com coragem, determinação, persistência e disciplina esse novo desafio que está à sua frente. A vitória é sua. Você irá superá-lo, e ao superá-lo, novos magníficos valores serão acrescentados à sua existência.

quinta-feira, agosto 28, 2008

Lira Maia lidera pesquisa eleitoral em Santarém
Alesandra BranchesrepórterPesquisa realizada pelo Instituto Perspectiva pesquisa, contratado pela Editora o Estado do Tapajós S/C Ltda. aponta que, se as eleições para prefeito de Santarém fossem hoje o deputado federal Lira Maia, candidato da Coligação do Povo, venceria a disputa com 53% dos votos válidos pela pesquisa estimulada, isto é, excetuando-se os brancos, nulos e indecisos. A candidata da Coligação A Mudança Vai Avançar, a prefeita Maria do Carmo Martins, ficaria em segundo com 39%. Márcio Pinto, candidato do Psol teria 6% dos votos e Joaquim Hamad, do PTC, ficaria em quarto lugar com 2%.A pesquisa estimulada, considerando os indecisos, brancos e nulos, que somam 14.2%, apontou o seguinte resultado: Lira Maia 45.2%, Maria do Carmo 33.9% e, Márcio Pinto 5.3% e Joaquim Hammad 1.4%. A pesquisa foi registrada sob o protocolo POP-002/2008 da 83ª Zona Eleitoral, tendo a margem de erro de 3,5% para mais ou para menos. Foram consultados 500 eleitores no período de 21 a 22 de junho.Em comparação à primeira pesquisa Perspectiva, publicada por O Estado do Tapajós na edição de 16 de julho, na modalidade estimulada, considerando-se apenas os votos válidos, Lira Maia tinha 54.2%, Maria 38.8%, Márcio Pinto 4.6% e Joaquim Hamad 2.3%. Como a margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos, não houve variação dos resultados de uma pesquisa para outra fora da margem de erro.A metodologia utilizada foi quantitativa aleatória-estratificada domiciliar por cotas de sexo e idade, dentro de uma abordagem descritiva em forma de entrevistas domiciliares in loco, realizadas através de questionário, contendo os questionamentos que nos levam ao objetivo especificado. O universo pesquisado abrangeu o Município de Santarém. A amostra foi de 500 entrevistas, a qual foram distribuídas pelos bairros que compõem a área urbana de Santarém e zonas do planalto e várzea.

sexta-feira, agosto 22, 2008

O pastor queria pregar sobre a volta de Cristo e ver se sua congregação estava mesmo preparada para este evento. Contratou tocadores de trombetas e os pôs escondidos atrás do púlpito. No momento combinado quando o pastor estava no auge da mensagem gritou: O Senhor está voltando! O Senhor está voltando! Os tocadores tocaram bem forte as trombetas e o susto foi tão grande que não ficou ninguém dentro da igreja exceto uma velhinha. O pastor foi lhe dar os parabéns por estar firme esperando Jesus voltar; Quando bateu em suas costas a velhinha caiu para frente, ela estava morta!

quarta-feira, agosto 06, 2008

Em nossa caminhada com Cristo surgem muitos obstáculos a serem superados, gigantes afrontadores a serem derrubados e inúmeras batalhas que exigem de nós uma posição de guerreiros!
Como soldados, necessitamos de armas e vestes para enfrentar o adversário.Isso me lembra a história do nosso ousado irmão Davi, ao enfrentar o gigante de Gate, ele não perdeu tempo e nem fugiu como faziam os homens de Saul quando o tal Golias chegava no vale do Carvalho, Davi o convidou para briga (seria “mal” de baxinho? Rsrs); Davi não pensou duas vezes ao se colocar na posição de guerreiro para acabar com aquela afronta que Golias fazia contra o povo de Deus.
- Mas... Davi? Ei psiu!!! Você está esquecendo de uma coisa. Você não tem aramadura!Essas são as palavras desanimadoras de Saul.Davi não precisa dos conselhos de um rei medroso, mas Saul insiste:- Eu te empresto as minhas!
Quando você está em guerra, observe a quantidade de Saul's que surgem para tentar te convencer de que “você não pode” ou “não consegue”. Eles não tiveram coragem de lutar contra o gigante e não querem que você lute: - Minha vizinha morreu desta mesma doença!- Meu ex-marido fazia o mesmo!- Acho muito difícil você entrar naquela faculdade!Embora você não precise, eles também insistem: - Coloque minha armadura Davi!O mundo quer que você lute com as mesmas armas que ele, ele quer que você vá para a batalha com as vestes de Saul. Um Saul que desagrada o coração de Deus, um Saul que fica possuído pelo espírito mau, um Saul que mesmo sendo autoridade era covarde, um Saul que já não tinha mais o espírito de Deus!
Sabe o que acontece quando você tenta lutar com as vestes de Saul?O mesmo que aconteceu com Davi: “e Davi disse a Saul: Não posso andar com isto, pois nunca o experimentei.” (I Samuel 17:39).Você não sairá do lugar se colocar a armadura que o mundo te oferece!Davi venceu Golias com a veste que Deus lhe dera, a veste de um adorador!A veste de um homem de coração voltado para Deus, a veste de um adorador que reconhecia sua total dependência de Deus! A veste de um homem segundo o coraçao de Deus!
É assim que Deus quer que você lute! Com vestes de um adorador dependendo totalmente da graça dEle! Não vá desarmado para a batalha, não vá sem vestes próprias de uma guerra. Jogue fora a armadura que Saul tenta colocar em você e se revista das armaduras de Deus! (Efésios 6).
Sabe aquela frase bem conhecida “Prostrado me torno um gigante”?Era este o lema de Davi. Foi assim que ele venceu. Ele se prostrou ante ao Senhor e se tornou um gigante!A cena no Vale do Carvalho, não era mais a de um gigante afrontando um povo medroso, era a de um gigante com as vestes de ferro e bronze sendo afrontado por um gigante com vestes de adorador!Aconteceu ali O Duelo dos Gigantes!
Quem vence??
Vamos deixar que Paulo nos responda:"Portanto, tomai a armadura de Deus, para que possais resistir o dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes." (Efésios 6:13).

sábado, agosto 02, 2008

O compositor Giuseppe Verdi, filho de pai taberneiro e mãe fiadora, enfrentou muitas adversidades até ser reconhecido como mestre da composição dramática. Embora tenha começado a compor aos nove anos de idade, sua carreira não começou com tanto sucesso. Foi somente no fim da vida que esse reconhecimento lhe foi conferido. Quando jovem, foi rejeitado pelo Conservatório de Milão porque não possuía conhecimento e cultura necessários.
Com a morte súbita da esposa e, posteriormente, de seus dois filhos, Verdi entra em profunda depressão e decide abandonar a música para sempre. Após dois anos, emerge das sombras e recomeça a compor. Ele obteve tanto sucesso que a sua fama se espalhou pelo mundo. A escola que outrora o rejeitara teve o nome mudado para Conservatório Verdi de Música.
A história de Verdi reflete, em maior ou menor grau, a experiência de muitas pessoas que não se dobraram diante das adversidades, não abandonaram os seus sonhos e perseguiram tenazmente a sua meta de vida.
Não é incomum que enganos sejam cometidos a respeito de uma pessoa, achando que não vencerá na vida. Algumas vezes isso ocorre por ignorância, ou por puro ceticismo ou mera inveja.
Alguns, por causa da crítica ácida ou da rejeição temporária, são “abatidos em pelo vôo” e, por fim, desistem dos seus sonhos. Outros, por acreditarem que não poderiam viver sem “isso” ou fazendo algo diferente, insistem e vencem. O que de fato diferencia essas pessoas?
Penso que o que faz a diferença é a nossa resposta, se agimos ou reagimos. Quando reagimos, partimos dos estímulos, e não das nossas convicções interiores. Somos levados na enxurrada de emoções que esses estímulos facultam e a nossa estrutura interior é alterada para responder a esses estímulos.
Porém, quando agimos, partimos do que somos e não do que esses estímulos instam para que sejamos, e mantemos o senso de equilíbrio interior. Em função de sabermos o que somos e quais convicções próprias temos, recusamo-nos a retribuir injustiça com injustiça, incivilidade com incivilidade; vencemos, assim, o mal com o bem e nos mantemos senhores de nossa própria conduta.
Fico a pensar: o que aconteceria se Jesus tivesse assimilado passivamente a rejeição e dado ouvidos às críticas injustas que recebeu? Onde estaríamos e para onde andaria a humanidade?
Jesus foi rejeitado por Seus compatriotas porque estes não achavam que Ele tivesse instrução adequada ou que fosse de “boa família” (Mt 13.54-58). Mesmo tendo falado a verdade de forma poderosa e irrefutável, mesmo Suas obras maravilhosas tendo falado por si mesmas, Ele não recebeu o devido reconhecimento.
Pedro pediu que Ele desistisse, os fariseus tentaram pará-lo, os romanos o prenderam e o mataram. Mas Ele ressuscitou, Ele venceu! Por isso, os que colocam a fé em Cristo como Senhor e Salvador pessoal, participarão do grande dia em que todos o reconhecerão e se curvarão diante Dele e darão a devida honra ao Seu nome (Fp 2.9-11).
Porque Jesus não desistiu e venceu, nós podemos ser participantes de Sua vida, da salvação que Ele conquistou e também da Sua vitória para sempre (Ap 22.5). Mesmo que no começo pareçamos insignificantes, podemos olhar adiante para o glorioso final feliz dos vencedores.
Viva os seus sonhos, lute por eles! Nunca desista, faça a sua parte e seja um vencedor! E que Deus o abençoe!
Samuel Câmara - Pastor da Assembléia de Deus Belém / PA - Igreja Mãe

terça-feira, julho 29, 2008


A Deus Seja a Glória.Me Sinto Feliz e Quero por esse meio enviar meus Parabéns a Todos os Pastores,Evangelistas,Presbiteros,Diaconos,Dirigentes e Membros e Congregados que de forma ativa tem dado continuação a essa Linda História,que a 80 anos passados Deus usou o MD. Pr João Pereira de Queiros de Saudosa Memoria.Aos exs Pastores Nicarsio,Cicero canudo,Jose Menezes,Jose Reis,Manoel Ribeiro,Ananias Gomes,Daniel Braz e o Atual Pr Nivaldo,nosso reconhecimento pelos relevantes serviços prestados a esta tão Abençoada Igreja.Parabéns Igreja,Parabéns Santarém. Sou Asnan Oliveira,um dos que tive a Satisfação de por varios momentos presidi essa igreja,na condição de vice-presidente do Pr Daniel Braz "Um Exemplo a ser Seguido".Não podemos presindi que a Vida e a História continua e Reconhecer os que já fizeram sua parte é Fundamental,para um Futuro de सुसस्सो.
A Deus Seja a Glória.Me Sinto Feliz e Quero por esse meio enviar meus Parabéns a Todos os Pastores,Evangelistas,Presbiteros,Diaconos,Dirigentes e Membros e Congregados que de forma ativa tem dado continuação a essa Linda História,que a 80 anos passados Deus usou o MD. Pr João Pereira de Queiros de Saudosa Memoria.Aos exs Pastores Nicarsio,Cicero canudo,Jose Menezes,Jose Reis,Manoel Ribeiro,Ananias Gomes,Daniel Braz e o Atual Pr Nivaldo,nosso reconhecimento pelos relevantes serviços prestados a esta tão Abençoada Igreja.Parabéns Igreja,Parabéns Santarém. Sou Asnan Oliveira,um dos que tive a Satisfação de por varios momentos presidi essa igreja,na condição de vice-presidente do Pr Daniel Braz "Um Exemplo a ser Seguido".Não podemos presindi que a Vida e a História continua e Reconhecer os que já fizeram sua parte é Fundamental,para um Futuro de सुसस्सो.

quinta-feira, julho 24, 2008

Como Superar a Depressão
Como surge a depressão? Quais os sintomas? Você imagina que tem depressão? Se esse fantasma o assusta, a Voz da Profecia garante a você que é possível superá-lo.

A depressão se parece com uma sensação de desapontamento. Parece uma sombra, uma nuvem densa em cima da sua cabeça. Você se levanta cansado e tudo o que faz exige bastante esforço.

Tudo fica mais difícil. Aí você quase não sai, não aceita convites, prefere isolar-se cada vez mais.

Você tenta não entregar-se, procura combater esse gigante, mas volta a sentir um desânimo que suga toda a energia restante.

Parece que uma escuridão o cerca por todos os lados e você começa a descer ao poço sem fundo da depressão.

Os psicólogos afirmam que a depressão aflige a pessoa mais do que qualquer outra doença. E se houver alguma outra enfermidade, tal doença na presença da depressão galopa na direção errada.

A depressão nos ronda muito mais do que imaginamos. Especialmente nas cidades grandes. A selva de concreto se tornou tão cruel conosco, não só pelas ofensas, mas também por nos ignorar e depois nos agredir com o espectro do medo.

Esses dias fiquei surpreendido ao saber que 46% da população de São Paulo já teve algum tipo de atendimento psicológico. O fato mais perturbador segundo os profissionais é que os casos não tratados de depressão atingem números alarmantes.

A depressão pode estar ligada a alguma perda que tivemos. De um parente, a perda do namorado, da auto-estima, a perda de um emprego ou o medo de perdê-lo. Também pode estar ligada a uma reação de desapontamento, uma frustração grave e dolorida. Geralmente são ferimentos emocionais.

Comumente as pessoas estacionam em um clima negativo, descrito pelos especialistas como baixo astral. Elas conseguem viver, mas tudo ao redor fica sombrio e se sentem "pra baixo".

Às vezes foi um insulto, uma rejeição, uma injustiça sofrida, multiplicados pela tristeza e pela raiva.

A chave para a depressão está em nossa reação a ela, nossa atitude para com essas coisas ruins que cruzam nosso caminho.

A depressão se desenvolve no cérebro. Se quisermos atacar de frente a depressão, temos que eliminar hábitos errados de pensar. Isso não é fácil, mas através da graça de Deus se torna possível.

Foi exatamente isso que aconteceu com o apóstolo Paulo quando escreveu a carta aos Filipenses. Estava preso dentro de um calabouço romano, escuro e úmido. Com certeza era uma forte razão para um grande desapontamento e tristeza.

O ativo e incansável batalhador do Evangelho, estava agora confinado entre paredes geladas de pedra. Dali escreve uma carta de ânimo aos filhos na fé. Filipenses começa e termina invocando a graça divina sobre todos eles.

Paulo não deixou seus pensamentos afundarem na escuridão das circunstâncias. Não permitiu que a ansiedade, o ressentimento e a raiva o dominassem.

Paulo colocou sua situacão depressiva nas mãos de Deus. Ele apontou seu problema na direção do Céu e quando fez isso, começou a ver a luz iluminando a masmorra fria e insalubre. Ele viu que a graça de Deus podia fazer coisas positivas por ele. Que era capaz de reverter os seus problemas, mágoas e tristezas. E ainda conseguiu escrever estas palavras, que estão registradas em sua carta aos Filipenses:

"As coisas que me aconteceram contribuíram para o progresso do Evangelho". Filipenses 1:12.

"Dou graças ao meu Deus quando me lembro de vós." Filipenses 1:3

"Regozijai-vos sempre no Senhor. Outra vez digo, regozijai-vos." Fil. 4:4

"Posso todas as coisas naquele que me fortalece." Filip 4:13

"Esquecendo-me das coisas que para traz ficam, prossigo para o alvo." Filipenses 3:13 e 14

Na cela solitária poderia relembrar o passado e abominar o presente, mas resolveu acreditar no futuro. Decidiu ser alegre e agradecer.

Reverteu todo o quadro da depressão e mergulhou nas promessas divinas a ponto sentir-se feliz mesmo ali onde estava.

Conseguiu desfocar o problema pungente, para enaltecer as vitórias do Evangelho: "Com isto me regozijo, disse ele, sim, sempre me regozijarei." Filipenses 1:18

Como então podemos superar a depressão?

Além de procurar um médico, porque depressão é doença, a fé é um elemento fundamental no processo da cura da depressão e muitas vezes o fator decisivo. É preciso confiar em Deus e pensar positivamente.

Um cardiologista chamado para uma emergência, antes de sair indicou uma paciente aos seus assistentes dizendo: "esta moça é portadora de TS."

Como ela não sabia que TS era a sigla da sua doença, imaginou logo que TS era o código das palavras em inglês: Terminal State = estado terminal. Deprimida pensou que seus dias estavam contados e morreu em poucos dias na UTI do hospital.

O reverso também ocorre. Um senhor com o coração enfraquecido, estava em situação gravíssima. Normalmente o coração tem dois sons apenas. Mas este era um caso de falência do músculo cardíaco, e surgiu um terceiro som denominado "ritmo de galope", estágio terminal da doença. O cardiologista disse aos alunos: "agora vocês vão assistir a um bom galope." Mas o incrível aconteceu. O paciente em duas semanas recebeu alta completamente curado.

Ele havia entendido que o bom galope seria a reabilitação que ele teria. Imediatamente quando ouviu a expressão, a esperança estimulou sua mente e o processo de cura e restauração foi iniciado para a sua imensa alegria.

Amigo, mediante a confiança em Deus, você pode superar todos os seus problemas. Inclusive a depressão. E deixar aos cuidados divinos toda e qualquer dificuldade que esteja enfrentando. Deixe suas preocupações e fardos aos cuidados do Salvador Jesus, que disse: "Venham a Mim todos os cansados e oprimidos e Eu os aliviarei." Mateus 11:28

Se você acreditar em Jesus, começará em você o milagre da cura e da restauração.


--------------------------------------------------------------------------------
Como Superar a Depressão
Como surge a depressão? Quais os sintomas? Você imagina que tem depressão? Se esse fantasma o assusta, a Voz da Profecia garante a você que é possível superá-lo.

A depressão se parece com uma sensação de desapontamento. Parece uma sombra, uma nuvem densa em cima da sua cabeça. Você se levanta cansado e tudo o que faz exige bastante esforço.

Tudo fica mais difícil. Aí você quase não sai, não aceita convites, prefere isolar-se cada vez mais.

Você tenta não entregar-se, procura combater esse gigante, mas volta a sentir um desânimo que suga toda a energia restante.

Parece que uma escuridão o cerca por todos os lados e você começa a descer ao poço sem fundo da depressão.

Os psicólogos afirmam que a depressão aflige a pessoa mais do que qualquer outra doença. E se houver alguma outra enfermidade, tal doença na presença da depressão galopa na direção errada.

A depressão nos ronda muito mais do que imaginamos. Especialmente nas cidades grandes. A selva de concreto se tornou tão cruel conosco, não só pelas ofensas, mas também por nos ignorar e depois nos agredir com o espectro do medo.

Esses dias fiquei surpreendido ao saber que 46% da população de São Paulo já teve algum tipo de atendimento psicológico. O fato mais perturbador segundo os profissionais é que os casos não tratados de depressão atingem números alarmantes.

A depressão pode estar ligada a alguma perda que tivemos. De um parente, a perda do namorado, da auto-estima, a perda de um emprego ou o medo de perdê-lo. Também pode estar ligada a uma reação de desapontamento, uma frustração grave e dolorida. Geralmente são ferimentos emocionais.

Comumente as pessoas estacionam em um clima negativo, descrito pelos especialistas como baixo astral. Elas conseguem viver, mas tudo ao redor fica sombrio e se sentem "pra baixo".

Às vezes foi um insulto, uma rejeição, uma injustiça sofrida, multiplicados pela tristeza e pela raiva.

A chave para a depressão está em nossa reação a ela, nossa atitude para com essas coisas ruins que cruzam nosso caminho.

A depressão se desenvolve no cérebro. Se quisermos atacar de frente a depressão, temos que eliminar hábitos errados de pensar. Isso não é fácil, mas através da graça de Deus se torna possível.

Foi exatamente isso que aconteceu com o apóstolo Paulo quando escreveu a carta aos Filipenses. Estava preso dentro de um calabouço romano, escuro e úmido. Com certeza era uma forte razão para um grande desapontamento e tristeza.

O ativo e incansável batalhador do Evangelho, estava agora confinado entre paredes geladas de pedra. Dali escreve uma carta de ânimo aos filhos na fé. Filipenses começa e termina invocando a graça divina sobre todos eles.

Paulo não deixou seus pensamentos afundarem na escuridão das circunstâncias. Não permitiu que a ansiedade, o ressentimento e a raiva o dominassem.

Paulo colocou sua situacão depressiva nas mãos de Deus. Ele apontou seu problema na direção do Céu e quando fez isso, começou a ver a luz iluminando a masmorra fria e insalubre. Ele viu que a graça de Deus podia fazer coisas positivas por ele. Que era capaz de reverter os seus problemas, mágoas e tristezas. E ainda conseguiu escrever estas palavras, que estão registradas em sua carta aos Filipenses:

"As coisas que me aconteceram contribuíram para o progresso do Evangelho". Filipenses 1:12.

"Dou graças ao meu Deus quando me lembro de vós." Filipenses 1:3

"Regozijai-vos sempre no Senhor. Outra vez digo, regozijai-vos." Fil. 4:4

"Posso todas as coisas naquele que me fortalece." Filip 4:13

"Esquecendo-me das coisas que para traz ficam, prossigo para o alvo." Filipenses 3:13 e 14

Na cela solitária poderia relembrar o passado e abominar o presente, mas resolveu acreditar no futuro. Decidiu ser alegre e agradecer.

Reverteu todo o quadro da depressão e mergulhou nas promessas divinas a ponto sentir-se feliz mesmo ali onde estava.

Conseguiu desfocar o problema pungente, para enaltecer as vitórias do Evangelho: "Com isto me regozijo, disse ele, sim, sempre me regozijarei." Filipenses 1:18

Como então podemos superar a depressão?

Além de procurar um médico, porque depressão é doença, a fé é um elemento fundamental no processo da cura da depressão e muitas vezes o fator decisivo. É preciso confiar em Deus e pensar positivamente.

Um cardiologista chamado para uma emergência, antes de sair indicou uma paciente aos seus assistentes dizendo: "esta moça é portadora de TS."

Como ela não sabia que TS era a sigla da sua doença, imaginou logo que TS era o código das palavras em inglês: Terminal State = estado terminal. Deprimida pensou que seus dias estavam contados e morreu em poucos dias na UTI do hospital.

O reverso também ocorre. Um senhor com o coração enfraquecido, estava em situação gravíssima. Normalmente o coração tem dois sons apenas. Mas este era um caso de falência do músculo cardíaco, e surgiu um terceiro som denominado "ritmo de galope", estágio terminal da doença. O cardiologista disse aos alunos: "agora vocês vão assistir a um bom galope." Mas o incrível aconteceu. O paciente em duas semanas recebeu alta completamente curado.

Ele havia entendido que o bom galope seria a reabilitação que ele teria. Imediatamente quando ouviu a expressão, a esperança estimulou sua mente e o processo de cura e restauração foi iniciado para a sua imensa alegria.

Amigo, mediante a confiança em Deus, você pode superar todos os seus problemas. Inclusive a depressão. E deixar aos cuidados divinos toda e qualquer dificuldade que esteja enfrentando. Deixe suas preocupações e fardos aos cuidados do Salvador Jesus, que disse: "Venham a Mim todos os cansados e oprimidos e Eu os aliviarei." Mateus 11:28

Se você acreditar em Jesus, começará em você o milagre da cura e da restauração.


--------------------------------------------------------------------------------
Como Superar a Depressão
Como surge a depressão? Quais os sintomas? Você imagina que tem depressão? Se esse fantasma o assusta, a Voz da Profecia garante a você que é possível superá-lo.

A depressão se parece com uma sensação de desapontamento. Parece uma sombra, uma nuvem densa em cima da sua cabeça. Você se levanta cansado e tudo o que faz exige bastante esforço.

Tudo fica mais difícil. Aí você quase não sai, não aceita convites, prefere isolar-se cada vez mais.

Você tenta não entregar-se, procura combater esse gigante, mas volta a sentir um desânimo que suga toda a energia restante.

Parece que uma escuridão o cerca por todos os lados e você começa a descer ao poço sem fundo da depressão.

Os psicólogos afirmam que a depressão aflige a pessoa mais do que qualquer outra doença. E se houver alguma outra enfermidade, tal doença na presença da depressão galopa na direção errada.

A depressão nos ronda muito mais do que imaginamos. Especialmente nas cidades grandes. A selva de concreto se tornou tão cruel conosco, não só pelas ofensas, mas também por nos ignorar e depois nos agredir com o espectro do medo.

Esses dias fiquei surpreendido ao saber que 46% da população de São Paulo já teve algum tipo de atendimento psicológico. O fato mais perturbador segundo os profissionais é que os casos não tratados de depressão atingem números alarmantes.

A depressão pode estar ligada a alguma perda que tivemos. De um parente, a perda do namorado, da auto-estima, a perda de um emprego ou o medo de perdê-lo. Também pode estar ligada a uma reação de desapontamento, uma frustração grave e dolorida. Geralmente são ferimentos emocionais.

Comumente as pessoas estacionam em um clima negativo, descrito pelos especialistas como baixo astral. Elas conseguem viver, mas tudo ao redor fica sombrio e se sentem "pra baixo".

Às vezes foi um insulto, uma rejeição, uma injustiça sofrida, multiplicados pela tristeza e pela raiva.

A chave para a depressão está em nossa reação a ela, nossa atitude para com essas coisas ruins que cruzam nosso caminho.

A depressão se desenvolve no cérebro. Se quisermos atacar de frente a depressão, temos que eliminar hábitos errados de pensar. Isso não é fácil, mas através da graça de Deus se torna possível.

Foi exatamente isso que aconteceu com o apóstolo Paulo quando escreveu a carta aos Filipenses. Estava preso dentro de um calabouço romano, escuro e úmido. Com certeza era uma forte razão para um grande desapontamento e tristeza.

O ativo e incansável batalhador do Evangelho, estava agora confinado entre paredes geladas de pedra. Dali escreve uma carta de ânimo aos filhos na fé. Filipenses começa e termina invocando a graça divina sobre todos eles.

Paulo não deixou seus pensamentos afundarem na escuridão das circunstâncias. Não permitiu que a ansiedade, o ressentimento e a raiva o dominassem.

Paulo colocou sua situacão depressiva nas mãos de Deus. Ele apontou seu problema na direção do Céu e quando fez isso, começou a ver a luz iluminando a masmorra fria e insalubre. Ele viu que a graça de Deus podia fazer coisas positivas por ele. Que era capaz de reverter os seus problemas, mágoas e tristezas. E ainda conseguiu escrever estas palavras, que estão registradas em sua carta aos Filipenses:

"As coisas que me aconteceram contribuíram para o progresso do Evangelho". Filipenses 1:12.

"Dou graças ao meu Deus quando me lembro de vós." Filipenses 1:3

"Regozijai-vos sempre no Senhor. Outra vez digo, regozijai-vos." Fil. 4:4

"Posso todas as coisas naquele que me fortalece." Filip 4:13

"Esquecendo-me das coisas que para traz ficam, prossigo para o alvo." Filipenses 3:13 e 14

Na cela solitária poderia relembrar o passado e abominar o presente, mas resolveu acreditar no futuro. Decidiu ser alegre e agradecer.

Reverteu todo o quadro da depressão e mergulhou nas promessas divinas a ponto sentir-se feliz mesmo ali onde estava.

Conseguiu desfocar o problema pungente, para enaltecer as vitórias do Evangelho: "Com isto me regozijo, disse ele, sim, sempre me regozijarei." Filipenses 1:18

Como então podemos superar a depressão?

Além de procurar um médico, porque depressão é doença, a fé é um elemento fundamental no processo da cura da depressão e muitas vezes o fator decisivo. É preciso confiar em Deus e pensar positivamente.

Um cardiologista chamado para uma emergência, antes de sair indicou uma paciente aos seus assistentes dizendo: "esta moça é portadora de TS."

Como ela não sabia que TS era a sigla da sua doença, imaginou logo que TS era o código das palavras em inglês: Terminal State = estado terminal. Deprimida pensou que seus dias estavam contados e morreu em poucos dias na UTI do hospital.

O reverso também ocorre. Um senhor com o coração enfraquecido, estava em situação gravíssima. Normalmente o coração tem dois sons apenas. Mas este era um caso de falência do músculo cardíaco, e surgiu um terceiro som denominado "ritmo de galope", estágio terminal da doença. O cardiologista disse aos alunos: "agora vocês vão assistir a um bom galope." Mas o incrível aconteceu. O paciente em duas semanas recebeu alta completamente curado.

Ele havia entendido que o bom galope seria a reabilitação que ele teria. Imediatamente quando ouviu a expressão, a esperança estimulou sua mente e o processo de cura e restauração foi iniciado para a sua imensa alegria.

Amigo, mediante a confiança em Deus, você pode superar todos os seus problemas. Inclusive a depressão. E deixar aos cuidados divinos toda e qualquer dificuldade que esteja enfrentando. Deixe suas preocupações e fardos aos cuidados do Salvador Jesus, que disse: "Venham a Mim todos os cansados e oprimidos e Eu os aliviarei." Mateus 11:28

Se você acreditar em Jesus, começará em você o milagre da cura e da restauração.


--------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, julho 21, 2008

DESLIGUE-SE DA DÚVIDA

Tenho aprendido em minha vida a duvidar das minhas dúvidas e a alicerçar minha confiança naquilo em que tenho crido. Rick Warren

A s suas dúvidas não têm absolutamente nenhum poder, a não ser aquele que você lhes delega. Conseqüentemente, a qualquer momento você pode se desligar delas. Dúvidas, temores e pensamentos pequenos e negativos podem se tornar muito familiares, a ponto de você achar que já fazem parte de você. Só que eles não são parte integrante sua, mas tão-somente algo em que você decidiu se manter conectado. Essa é a má noticia. A boa noticia, porém, é que quando você optar pelo contrário eles poderão ser anulados.

Imagine viver completamente livre da dúvida, das ansiedades, dos medos... Siga agora para lá da imaginação, e creia que isso é realmente possível! Deus, mediante seu amor incrível e sua inigualável compaixão, que excede todo entendimento, tem nos dado os elementos necessários para nos desligarmos do medo e da dúvida. Você não precisa de uma grande fé para derrotar esses vilões escravizantes. Tudo de que você precisa é de um mínimo de fé, depositada no grande e poderoso Deus.

Não existe mais razão alguma para que você tenha de suportar um minuto sequer sem ser nada menos do que o melhor que você pode ser. Desligue-se do receio e da dúvida - isso realmente é possível -, e experimente a deliciosa liberdade de viver!

sábado, julho 19, 2008

Conselhos de Paulo aos jovens pastores

LIDERANÇA PASTORAL: Conselhos de Paulo aos jovens pastores

Além das nove cartas gerais aos romanos, coríntios, gálatas, efésios, filipenses, colossenses e tessalonicenses e da carta pessoal a Filemon, Paulo escreveu três cartas pastorais, duas a Timóteo e uma a Tito. Ambos são tratados como “verdadeiros filhos na fé” (1Tm 1.2; Tt 1.4).

Nessas cartas pastorais, há dezenas de exortações. Os verbos sempre estão no imperativo, como, por exemplo: “Combata o bom combate”, “Exercite-se na piedade”, “Fortifique-se na graça”, “Pregue a palavra”, “Seja moderado” etc. Se você fizer um arranjo classificado desses imperativos, encontrará dez exortações básicas.

1. Cuidado com a saúde
“Não continue a beber somente água; tome um pouco de vinho, por causa do seu
estômago e das suas freqüentes enfermidades” (1Tm 5.23)

2. Cuidado com a vida devocional
“Exercite-se na piedade. O exercício físico é de pouco proveito; a piedade, porém, para tudo é proveitosa” (1Tm 4.7-8).
“Fortifique-se na graça que há em Cristo Jesus” (2Tm 2.1).

3. Cuidado com a sexualidade
“Trate as moças como a irmãs, com toda a pureza” (1Tm 5.2).
“Conserve-se puro” (2Tm 5.22).
“Fuja dos desejos malignos da juventude” (2Tm 2.22).

4. Cuidado com o exemplo
“Seja um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé e na pureza” (1Tm 4.12).
“Dedique-se inteiramente a elas [à leitura pública das Escrituras, à exortação e ao ensino], para que todos vejam o seu progresso” (1Tm 4.15).
“Busque a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança e a mansidão” (1Tm 6.11).
“Guarde este mandamento imaculado e irrepreensível, até à manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo” (1Tm 6.14).
“Em tudo seja você mesmo um exemplo para eles, fazendo boas obras” (Tt 2.6).

5. Cuidado com a moderação
“Seja moderado em tudo” (2 Tm 4.5).
A prática do equilíbrio é a arte de se aproximar o máximo possível da medida certa no tempo certo, pelo acurado exercício do bom senso e sob a orientação da Palavra de Deus em seu todo e do Espírito Santo. Moderação nunca é neutralidade, hesitação contínua, passividade, medo de riscos, desejo de agradar uns e outros ou fuga da responsabilidade. Ao contrário do que se pensa, a moderação em geral é a mais trabalhosa e a mais criticada das posições, pois não conta com o apoio das multidões que se encontram num extremo e no outro.
A falta de moderação cria divisões na igreja, dá à luz movimentos heréticos, gera fanatismo e produz falsos profetas.

6. Cuidado com o sofrimento
“Suporte os sofrimentos” (2Tm 4.5).
Não atraia o sofrimento. Não o hospede. Não se entregue. Não se irrite. Não brigue com Deus. Ore mais intensamente (Tg 5.13; Lc 22.44). Aguarde o socorro do Senhor.
Aproveite o sofrimento próprio para entender o sofrimento alheio, para pastorear melhor os que sofrem. Tire outros proveitos do sofrimento para você mesmo e para os outros.

7. Cuidado com a doutrina
“Procure apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se
envergonhar e que maneja corretamente a palavra da verdade” (2Tm 2.15).
“Atente bem para a sua própria vida e para a doutrina” (1Tm 4.16).
“Rejeite as fábulas profanas e tolas” (1Tm 4.7).
“Retenha o modelo da sã doutrina que você ouviu de mim” (2Tm 1.13).
“Permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção” (2Tm 3.14).
“Fale o que está de acordo com a sã doutrina” (Tt 2.1).
“Quero que você afirme categoricamente essas coisas, para que os que crêem em Deus se empenhem na prática de boas obras. Tais coisas são excelentes e úteis aos homens” (Tt 3.8).

8. Cuidado com o pastoreio
“Não repreenda asperamente o homem idoso, mas exorte-o como se ele fosse seu pai; trate os jovens como a irmãos; as mulheres idosas, como a mães” (1Tm 5.1).
“Não aceite acusação contra um presbítero, se não for apoiada por duas ou três testemunhas” (1Tm 5.19).
“Procure observar essas instruções sem parcialidade; e não faça nada por
favoritismo” (1Tm 5.21).
“Não se precipite em impor as mãos sobre ninguém e não participe dos pecados dos outros” (1Tm 5.22).
“Evite as controvérsias tolas e inúteis, pois você sabe que acabam em brigas. Ao servo do Senhor não convém brigar mas, sim, ser amável para com todos”
(1Tm 2.23-24).

9. Cuidado com a mensagem
“Se você transmitir essas instruções aos irmãos, será um bom ministro de Cristo Jesus, nutrido com a verdade da fé e da boa doutrina que tem seguido” (1Tm 4.6).
“Dedique-se à leitura pública da Escritura, à exortação e ao ensino. Não negligencie o dom que lhe foi dado por mensagem profética com imposição de mãos dos presbíteros” (1Tm 4.13-14).
“As palavras que me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confie-as a homens fiéis que sejam também capazes de ensinar outros” (2Tm 2.2).
“Faça a obra de um evangelista” (2Tm 4.5).
“Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina” (2Tm 4.2).

10. Cuidado com a centralidade de Jesus Cristo na proclamação das boas notícias
“Lembre-se de Jesus Cristo, ressuscitado dos mortos, descendente de Davi, conforme o meu evangelho” (2Tm 2.8).
A Ceia do Senhor é o elo de ligação entre o Jesus da Paixão e o Jesus da Glória, entre o primeiro e o segundo adventos. É para comer o pão “em memória de mim” (1Co 11.24).

É para beber o vinho “em memória de mim”(1Co 11.25). Várias vezes, muitas
vezes, “até que Ele venha” (1Co 11.26). É para lembrar não do Jesus histórico, mas do Jesus das boas notícias. Do Verbo que “tornou-se carne e viveu entre nós” (Jo 1.14).Daquele que “esvasiou-se a si mesmo” e foi encontrado “em forma humana” (Fp 2.7-8). Daquele que foi chamado de Emanuel, que significa “Deus conosco” (Mt 1.23). Daquele que é a imagem visível “do Deus invisível” (Cl 1.15, Jo 14.9). Daquele que “é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do seu ser” (Hb 1.3). Daquele que rasgou ao meio o véu do santuário (Lc 23.45). Daquele que assentou-se à direita da Majestade nas alturas “depois de ter realizado a purificação dos pecados” (Hb 1.3). Daquele que abriu o livro selado com sete selos e desemperrou a história da redenção (Ap 5.1-5). Daquele que foi exaltado “à mais alta posição” e recebeu “o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai” (Fp 2.9-11).

É para lembrar da concepção sobrenatural de Jesus, de sua natureza divina e de sua natureza humana, de sua “imatabilidade” (Jo 10.18), de seu sacrifício vicário, de sua ressurreição, de sua ascensão, de seu ministério atual de colocar todos os poderes e estruturas adversos à criação e ao bem-estar do ser humano debaixo de seus pés (1Co 15.25), de sua volta “com poder e grande glória” (Mt 24.30), de seu espetacular triunfo sobre a morte, “a angústia básica de todo ser humano” (Ana Maria de Souza Barbosa), “a grande neurose de todo ser humano” (Roberto Chabo), “a mais
fria anti-utopia” (Bloch)!

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

Por Elben Lenz César
Publicado em 16.06.2008